Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

"A 'Odisseia' de Homero".

Docente(s) responsável(is): 
Adriane da Silva Duarte
Docente(s) responsável(is): 
Christian Werner
Ementa: 

Objetivos: 1) Discussão da ‘Odisseia’ de Homero. 2) Análise de narrativas, narradores e públicos internos ao poema. 3) Análise das cenas de reconhecimento.
 

Credenciamento: 
18/09/2012 - 18/09/2017
Linha de pesquisa: 

"A construção do 'De oratore' de Cícero".

Docente(s) responsável(is): 
Adriano Scatolin
Ementa: 

O objetivo desta disciplina é apresentar a construção da obra De oratore, de Marco Túlio Cícero, de diversos pontos de vista: de sua inserção no gênero dialógico romano; de sua inserção no opus rhetoricum de Cícero; das personagens do diálogo e de sua função dentro dele; da construção da verossimilhança, do decoro e da auctoritas das personagens; e de sua relação com as doutrinas das artes rhetoricae, de um lado, e com as doutrinas de Aristóteles e de Isócrates, de outro.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
25/02/2010 - 25/02/2015
Oferecimento: 
1° Semestre/2011
Linha de pesquisa: 

"A representação da 'pueritia' na literatura dos séculos I e II d.C.: mecanismos textuais".

Ementa: 

Fundamentada no conceito de pueritia, no seu lugar dentre as idades da vida (gradus uitae) em diferentes circunstâncias da história da República e do Império romano, bem como na sua relevância na constituição dos lugares-comuns (tópica), segundo os preceitos retóricos disseminados pelos tratados antigos, analisa-se como as distintas formas de representações da infância se constroem na prosa literária latina dos séculos I e II d.C., sobretudo nos textos de Suetônio, Quintiliano, e Plínio, o Jovem.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
06/05/2009 - 06/05/2014
Linha de pesquisa: 

"As cenas de reconhecimento na literatura grega: de Homero a Menandro".

Docente(s) responsável(is): 
Adriane da Silva Duarte
Ementa: 

A partir da definição de reconhecimento (anagnórisis), dada por Aristóteles na Poética (IX, 1452a 30), estudar e debater o conceito, analisando seu emprego na obra de vários poetas gregos, notadamente Homero, Ésquilo, Sófocles, Eurípides, Aristófanes e Menandro.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
30/10/2009 - 30/10/2014
Oferecimento: 
1° Semestre/2010
Linha de pesquisa: 

"As teorias linguísticas latinas da Idade Média: artes da linguagem e teologia".

Docente(s) responsável(is): 
Irene Rosier-Catach
Docente(s) responsável(is): 
Marcos Martinho dos Santos
Ementa: 

O objetivo da disciplina é apresentar as teorias lingüísticas latinas da Idade Média, período em que aquelas floresceram amplamente, assinalando em particular a diversidade das disciplinas do meio intelectual em que aquelas se desenvolveram. Pois, além das disciplinas tradicionais do trivium, a saber: da gramática, lógica e retórica, também a teologia serviu de base ao desenvolvimento das reflexões sobre a linguagem; por exemplo, sobre a linguagem dos anjos, as fórmulas sacramentais, os pecados da língua, a exegese, os nomes divinos, a inefabilidade, etc. O cruzamento das fontes “triviais” e teológicas produziu análises de grande originalidade, em particular, inovações maiores no plano “técnico”. A disciplina tentará apresentar, ao mesmo tempo, as fontes antigas do pensamento medieval e o modo como foram lidas e misturadas, e também as questões levantadas no contexto disciplinar, institucional, literário, doutrinal e as respostas oferecidas nos diferentes campos da produção do saber.

Créditos: 04

Duração: 06 semanas

Credenciamento: 
13/03/2009 - 13/03/2014
Linha de pesquisa: 

"Aspectos gerais da poesia dramática de Sêneca".

Docente(s) responsável(is): 
José Eduardo dos Santos Lohner
Ementa: 

Os principais objetivos desta disciplina são: 1) examinar procedimentos técnicos empregados na elaboração da poesia dramática senequiana; 2) estudar os elementos próprios do gênero trágico observáveis nesses dramas; 3) observar a relação da poesia de Sêneca com a tradição literária, particularmente a latina; 4) Ampliar o conhecimento sobre a concepção de poesia trágica em Roma.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
06/03/2012 - 06/03/2017
Linha de pesquisa: 

"Aspectos intergenéricos dos diálogos platônicos".

Docente(s) responsável(is): 
Adriano Machado Ribeiro
Docente(s) responsável(is): 
Daniel Rossi Nunes Lopes
Ementa: 

O intuito do curso é discutir como elementos de outros gêneros de escrita estão presentes na própria constituição do gênero dialógico empreendido por Platão, e em que medida eles contribuem para a compreensão dos argumentos e dos problemas filosóficos debatidos pelas personagens.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
27/01/2009 - 27/01/2014
Oferecimento: 
2° Sementre/2012
Linha de pesquisa: 

"Aulo Gélio: gramática e crítica literária".

Docente(s) responsável(is): 
José Rodrigues Seabra Filho
Ementa: 

Mostrar o amplo trabalho apresentado pela obra de Aulo Gélio (Noctes Atticae), tanto em sua parte de livro de análise gramatical como em suas apreciações de produções literárias e de fatos históricos da Antigüidade clássica. Comparar e analisar eventuais aproximações - relativamente à lógica do pensamento filosófico e à coerência do latim nos pontos gramaticais contemplados - entre os capítulos de filosofia, por um lado, e os de gramática e os de comentários artístico-literários, por outro, do texto de Aulo Gélio.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
12/05/2008 - 12/05/2013
Linha de pesquisa: 

"Cícero e a 'disputatio' filosófica em latim".

Docente(s) responsável(is): 
Sidney Calheiros de Lima
Ementa: 

O propósito deste curso é discutir a construção ciceroniana de um corpus filosófico em latim. Busca-se apresentar a obra do filósofo romano no contexto histórico e cultural em que ela se insere (o do fim da República) contrapondo-a a outras iniciativas de tratar da filosofia em latim no mesmo período, a fim de demonstrar em que medida o projeto ciceroniano, que almeja uma inlustratio da filosofia em latim e se serve de modos de expressão como o diálogo (sermo), está em completo acordo com a filiação filosófica do autor, que se professa um acadêmico.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
06/01/2012 - 06/01/2017
Oferecimento: 
1° Semestre/2012
Linha de pesquisa: 

"Declamações e declamadores em Sêneca, o Rétor".

Docente(s) responsável(is): 
Pablo Schwartz Frydman
Ementa: 

A disciplina proposta tem por objetivos: 1. A tradução e o comentário de trechos escolhidos das Controvérsias e Suasórias de Sêneca, o retor. 2. Discutir questões doutrinárias relativas à declamação, colocadas pelo autor. 3. Analisar os retratos, citações e críticas dos declamadores, assim como os procedimentos empregados para relacionar textos de origens diferentes, e integrar estes ao seu próprio discurso.

Credenciamento: 
28/04/2009 - 28/04/2014
Oferecimento: 
1° Semestre/2010
Linha de pesquisa: 

"Discurso historiográfico grego".

Docente(s) responsável(is): 
Breno Batisttin Sebastiani
Docente(s) responsável(is): 
Henrique Fortuna Cairus
Ementa: 

A disciplina tem por objetivo ensejar um conhecimento maior da produção historiográfica em língua grega a partir do estudo, às luzes da revisão da bibliografia recente, da obra de três de seus representantes legitimados primordialmente por longa tradição, a saber: Heródoto, Tucídides e Políbio. Pretende-se oferecer alguns subsídios fundamentais para uma abordagem que possibilite traçar o perfil do gênero historiográfico, focando aspectos concernentes ao intertexto, ao intratexto e à contextualização – esta última com a preocupação de lançar luzes sobretudo a questões pertinentes à performance e à recepção.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
31/03/2010 - 31/03/2015
Linha de pesquisa: 

"Epistolografia, da Antiguidade ao Renascimento".

Docente(s) responsável(is): 
Elaine Christine Sartorelli
Ementa: 

Este curso tem como objetivo apresentar, comentar e analisar fontes que versem sobre a natureza e as características das epístolas, seja na Antiguidadade clássica, seja no Renascimento, quando aquelas foram descobertas e editadas. Para isso, estudaremos a correspondência deixada por esses autores e também a teoria acerca da epistolografia como gênero discursivo.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
31/05/2012 - 31/05/2017
Oferecimento: 
1° Semestre/2012
Linha de pesquisa: 

"Eurípides e Platão".

Docente(s) responsável(is): 
José Antônio Alves Torrano
Ementa: 

Estudar, nas tragédias de Eurípides que põem em cena personagens divinas – a saber: Alceste, Hipólito, Íon, Electra, Troianas, Orestes, Ifigênia em Táurida e Bacas, – a permanência e transformação de imagens e noções próprias do pensamento mítico, trabalhando com a perspectiva aberta pela hipótese da homologia estrutural entre as noções próprias do pensamento mítico homérico e hesiódico e as noções filosóficas elaboradas nos Diálogos de Platão.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
16/06/2008 - 16/06/2013
Linha de pesquisa: 

"Fragmentos de Afrodite na mélica grega arcaica de Safo".

Docente(s) responsável(is): 
Giuliana Ragusa
Ementa: 

A disciplina tem por objetivo estudar a representação de uma personagem proeminente no corpus preservado da poesia mélica ou lírica de Safo (séculos VII-VI a.C.), a deusa Afrodite, cujas prerrogativas mais enfocadas no universo poético grego se ligam estreitamente a temas trabalhados com notável freqüência nos fragmentos da poeta – beleza, paixão, desejo –, mas não com exclusividade, o que significa que neles encontramos uma imagem multifacetada da divina personagem.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
06/05/2009 - 06/05/2014
Linha de pesquisa: 

"Gramática comparada do grego e do latim".

Docente(s) responsável(is): 
Daniel Kölligan (Universität zu Köln)
Ementa: 

O curso pretende fornecer aos alunos uma introdução à fonologia e morfologia do grego e do latim como línguas derivadas de um ancestral comum, o proto-indo-europeu. Para ambas as línguas, serão estudadas as principais mudanças que afetaram os seus sistemas fonológico e morfológico. Um conhecimento básico de grego e latim é recomendável.

Créditos: 04

Duração: 06 semanas

 

Credenciamento: 
14/11/2007 - 14/11/2012
Linha de pesquisa: 

"Gramática histórica do grego".

Docente(s) responsável(is): 
José Marcos Mariani de Macedo
Ementa: 

A disciplina tem por objetivo apresentar a evolução histórica da língua grega, desde seus primórdios (grego micênico) até a koiné. Serão analisados sobretudo os aspectos fonológicos e morfológicos, mas não se deixará de enfatizar o lugar ocupado pelo grego antigo dentro das línguas indo-européias e as especificidades dos diversos dialetos que o compõem.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
14/07/2009 - 14/07/2014
Linha de pesquisa: 

"Lições sobre Metaplamos, Figuras e Tropos de Gramáticos e Retores Gregos e Latinos".

Docente(s) responsável(is): 
Marcos Martinho dos Santos
Ementa: 

A disciplina visa a explicar as lições sobre metaplasmos, figuras e tropos de gramáticos e retores gregos e latinos, investigando: 1o a relação entre aquelas e outras lições de gramáticos e retores; 2o a dependência de uns para outros gramáticos e retores que tratam metaplasmos, figuras e tropos. Assim, investiga a relação entre aquelas e outras lições de gramáticos e retores, examinando: 1o a dependência da doutrina dos metaplasmos, figuras e tropos para outras, a saber: para a doutrina das virtudes e vícios da oração e para a doutrina do helenismo e latinidade; 2o a inserção da exposição dos metaplasmos, figuras e tropos na exposição das vozes, letras, sílabas e partes da oração. Assim também, investiga a dependência das lições sobre metaplasmos, figuras e tropos de uns para as de outros gramáticos e retores, confrontando: 1o as listas de metaplasmos, figuras e tropos de uns e outros; 2o as definições; 3o os exemplos.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
31/05/2012 - 31/05/2017
Oferecimento: 
2° Sementre/2012
Linha de pesquisa: 

"Lucrécio e a filosofia epicurista romana".

Docente(s) responsável(is): 
Antonio Ruiz Castellanos
Docente(s) responsável(is): 
Daniel Rossi Nunes Lopes
Ementa: 

1. A filosofia romana é um apêndice nos manuais de História da Filosofia, por isso, os cursos não costumam abordá-la. 2. Planeja-se o curso não como filosofia pura, mas como pensamento: conjunção de filosofia, sentido e estilo de vida, costumes e atitudes éticas. 3. Planeja-se também como filologia filosófica: análise dos textos epicuristas mais importantes, que são os que datam do fim da República romana: Lucrécio, Filodemo, Ático e a biblioteca de Herculano.

Créditos: 04

Duração: 06 semanas

Credenciamento: 
02/10/2012 - 02/10/2017
Oferecimento: 
1° Semestre/2013
Linha de pesquisa: 

"Mito e engano: a 'áte' na Ilíada".

Docente(s) responsável(is): 
André Malta Campos
Ementa: 

Objetivo: apresentar uma interpretação linear da Ilíada de Homero centrada em dois de seus personagens principais, Agamênon e Aquiles, tomando-se como fio condutor a noção grega áte (perdição, cegueira, erro, ruína) – presente em momentos fundamentais da narrativa –, e empregando-se nessa leitura reflexões importantes sobre a linguagem formular/oral de Homero e o sentido da palavra das Musas na poesia grega arcaica.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
17/06/2010 - 17/06/2015
Linha de pesquisa: 

"O poeta, o adivinho e o mentiroso: arte verbal e poética na 'Odisseia' de Homero".

Docente(s) responsável(is): 
Christian Werner
Ementa: 

1) Análise de passagens da poesia hexamétrica grega, especialmente homérica. 2) Discussão da noção de performance. 3) Descrição de três modos de arte verbal (canto, adivinhação e mentira) e da prática de seus artífices a partir do modo como são representados na Odisséia.

Créditos: 08

Duração 12 semanas

Credenciamento: 
18/11/2008 - 18/11/2013
Oferecimento: 
2° Sementre/2010
Linha de pesquisa: 

"Odes de Horácio: organização dos livros e discussão de gêneros".

Docente(s) responsável(is): 
Alexandre Pinheiro Hasegawa
Ementa: 

O objetivo do curso é apresentar a organização dos quatro livros de Odes de Horácio. Antes de mais nada, mostrar como tal organização depende das edições helenísticas dos poetas arcaicos, como Safo e Alceu, mostrando assim que a lírica horaciana tem como modelo os poetas arcaicos lidos pelos helenísticos; mostrar também a dependência da organização dos livros dos poetas latinos, como Catulo e Virgílio, e mostrar, por fim, não só como os livros se relacionam entre si, mas também como os poemas de cada livro se relacionam pela organização do poeta. Embora o objetivo principal seja o estudo da obra lírica, não deixaremos de analisar as obras satírica, epódica e epistolográfica que mostrarão os procedimentos de organização de Horácio.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
17/05/2011 - 17/05/2016
Oferecimento: 
2° Sementre/2011
Linha de pesquisa: 

"Os hinos homéricos".

Docente(s) responsável(is): 
Christian Werner
Docente(s) responsável(is): 
Jim Marks
Ementa: 

O objetivo desse curso é familiarizar os estudantes com a linguagem da poesia épica antiga e com a bibliografia anglo-americana recente acerca de questões relativas à interpretação dos quatro exemplares mais longos da poesia hexamétrica hínica atribuídos a Homero.

Créditos: 04

Duração 6 semanas

Credenciamento: 
22/11/2011 - 22/11/2016
Oferecimento: 
2° Sementre/2012
Linha de pesquisa: 

"Plutarco e a teoria platônica do amor".

Docente(s) responsável(is): 
José Antônio Alves Torrano
Docente(s) responsável(is): 
Maria Aparecida de Oliveira Silva
Ementa: 

Demonstra-se a influência platônica na construção da teoria do amor exposta no tratado “Diálogo do Amor”, de Plutarco. Pontuam-se as diferenças entre essas teorias - dado que as obras representam pensamentos situados em tempo e espaço distintos -, para compreender os efeitos de sentido criados por Plutarco na recepção e na transmissão da filosofia platônica.

Créditos: 04

Duração: 06 semanas

Credenciamento: 
16/11/2011 - 16/11/2016
Linha de pesquisa: 

"Poesia lírica, elegíaca e jâmbica, de Arquíloco a Píndaro".

Docente(s) responsável(is): 
Paula da Cunha Corrêa
Ementa: 

A disciplina visa oferecer aos alunos a oportunidade de estudar uma seleção representativa de poemas mélicos, jâmbicos e elegíacos das três grandes tradições poéticas gregas (jônica, dórica e lésbio-eólica) dos séculos VII-V a. C.. Na primeira parte de cada aula serão apresentados de forma expositiva comentários a alguns fragmentos de Arquíloco segundo um recorte temático (poemas de cunho político e sobre a vida e morte no mar). Na segunda parte da aula, cada dia um aluno apresentará uma leitura de um poema de um corpus variado de autores, de Álcman a Píndaro.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
24/04/2009 - 24/04/2014
Linha de pesquisa: 

"Poesia mélica, elegíaca e epigramática, do período arcaico ao helenístico".

Docente(s) responsável(is): 
Alexander Sens (Georgetown University, EUA)
Docente(s) responsável(is): 
Giuliana Ragusa
Docente(s) responsável(is): 
Paula da Cunha Corrêa
Ementa: 

A disciplina visa a oferecer aos alunos o instrumental necessário para a leitura de um abrangente corpus poético (incluindo uma breve introdução à leitura de papiros), examinar temas, formas e linguagens que permeiam o corpus, tratar de problemas relativos à teoria dos gêneros específicos, da performance e da recepção dos textos tanto na Antiguidade clássica, quanto nos estudos atuais.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
07/03/2012 - 07/03/2017
Oferecimento: 
1° Semestre/2012
Linha de pesquisa: 

"Poesis tacens, pictura loquens: homologias discursivas entre o verbal e o não-verbal na Roma tardo-republicana e imperial".

Docente(s) responsável(is): 
Paulo Martins
Ementa: 

O curso visa considerar transhistoriacamente as práticas imagéticas verbais e não-verbais, portanto representações, na Roma séculos I a.C. ao IV d.C., observando as homologias discursivas – quando existentes e se existentes – pautadas em preceptivas poéticas, retóricas e gramáticas antigas, que a partir de recursos técnicos da invenção, da disposição e da elocução, oferecem chave da construção dessas repraesentationes. Registre-se também que tais procedimentos poético-retórico-gramaticais podem ser observáveis em viés inverso, isto é, a partir do próprio resultado da representação e da própria recepção apta das obras verbais e/ou imagéticas. Resgatar-se-á, assim, certa forma mentis romana a partir da consideração de certo vocabulário imagético circulante, que, como consuetudo ou ius, é aplicado às obras por seus observadores, delimitando suas características específicas. Daí, explorar-se-á, outrossim, o efeito produzido por essas representações, isto é, a recuperação de afecções da recepção, destacando, pois, as próprias finalidades dessas linguagens dentro do âmbito público e privado, constituídos no período.

Créditos: 08

Duracão: 12 semanas

Credenciamento: 
19/04/2010 - 19/04/2015
Linha de pesquisa: 

"Questões poéticas em Roma".

Docente(s) responsável(is): 
João Angelo Oliva Neto
Docente(s) responsável(is): 
Kirk Freudenburg
Docente(s) responsável(is): 
Paulo Martins
Ementa: 

O curso visa a leituras de poesia latina (tardo-republicana e proto-imperial), tendo em vista dois vetores. Um primeiro contextual que se observa a partir das estruturas de referência, ocultas pela expressão poética; e um segundo que se detém na estrutura poética isoladamente como ponto de partida para observação genérica e serial da poesia romana do período e sua consequente discussão.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
31/08/2012 - 31/08/2017
Oferecimento: 
1° Semestre/2013
Linha de pesquisa: 

"Sofística, retórica e filosofia: os limites de uma separação".

Docente(s) responsável(is): 
Adriano Machado Ribeiro
Ementa: 

Estuda-se a contraposição entre a prática discursiva dos denominados sofistas do V séc. a.C. à produção de Platão e Isócrates no IV a.C., visto que estes dois últimos designem sua atividade como philosophía, contraponde-se aos que por eles são designados como sophistaí. Sendo assim, a partir da análise dos textos de tais autores, cabe verificar as implicações éticas e políticas que decorrem em termos de ensino e atividade em vista da melhor conduta na pólis, buscando, pois, as conseqüências daí derivadas, escrutinando as diferenças teóricas e discursivas que tais práticas implicam. Em particular, verificar-se-á o estudo desse funcionamento no Elogio de Helena e a Apologia de Palamedes de Górgias; a Apologia de Sócrates e o Górgias de Platão; o Elogio de Helena e Antídosis de Isócrates.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Credenciamento: 
27/11/2008 - 27/11/2013
Linha de pesquisa: 

“Declamação e gêneros poéticos: de Sêneca, o Velho, a Sêneca, o filósofo”.

Docente(s) responsável(is): 
José Eduardo dos Santos Lohner
Docente(s) responsável(is): 
Pablo Schwartz Frydman
Ementa: 

O curso visa ao estudo da declamação latina e à análise de seus recursos discursivos com vistas a observar sua relação com a produção literária do primeiro século do império, em particular com a tragédia senequiana. Assim, partindo da descrição do gênero declamatório feita por Sêneca, o Velho, serão discutidas as características desta prática, tanto em seu aspecto retórico-escolar, quanto nos seus desdobramentos em diversos gêneros poéticos. A obra de Sêneca, o Velho, fornece tanto os subsídios iniciais para definir os limites imprecisos da declamação como gênero, quanto uma coletânea de textos de diversos autores que abordaram essa prática nos anos finais da república e nos começos do império. A partir do estudo do gênero declamatório como apresentado por Sêneca, o Velho, pretende-se estudar a declamação como fonte de expedientes compositivos na literatura latina imperial, aplicável, em particular, ao estudo das tragédias de Sêneca, o filósofo.

Créditos: 08

Duração: 12 semanas

Oferecimento: 
1° Semestre/2013
Linha de pesquisa: