Intertextualidade na poesia de Marcial

Linha de Pesquisa
Situação
Concluído
Docente(s)
Observações

Início: 22/10/2013

Conclusão: 31/12/2019

Assim como toda a literatura da Antiguidade, a obra do poeta latino Marco Valério Marcial se constituiu sob o signo da 'imitatio' ou 'mímesis', nome que os antigos davam ao procedimento em que o autor, para produzir sua obra, retomava de alguma forma a obra de outro autor, consagrado pela tradição literária, dando um tratamento próprio aos elementos dele emprestados. Em um número enorme de epigramas, dentre os 1555 que Marcial compôs, podem ser constatadas várias marcas dessa imitação, várias alusões às produções de outros autores, sejam eles prosadores ou, muito mais comumente, poetas. Tais alusões, que ocorrem de múltiplas formas e através de diversos mecanismos, podem proporcionar os mais diversos efeitos de sentido no texto do epigramatista, a depender do autor evocado, do mecanismo de alusão adotado, do contexto em que o elemento emprestado é inserido, enfim, da maneira como o poeta trata e incorpora a seu texto as vozes de outros textos e autores. Assim, o presente projeto de pesquisa propõe estudar as relações intertextuais que se estabelecem entre os epigramas de Marcial e obras de outros autores latinos e gregos, relações essas que produzem novos significados, geram novos sentidos na poesia do epigramatista, tornando-a ainda mais rica e surpreendente.