Em Andamento

Linha de pesquisa:
Situação:
Em andamento

Esse projeto tem como meta um estudo da produção poética hexamétrica em língua grega composta entre os séculos séculos III e I a. C. O corpus compreendido, além das Argonáuticas de Apolônio de Rodes, abrange a Hécale de Calímaco, os epílios de Teócrito, Pseudo-Teócrito e Mosco e os fragmentos épicos de vários poetas, dentre os quais Euforião e Riano. A discussão sobre métrica, linguagem e temática visa a delinear um estilo poético associado ao epos helenístico, em constante diálogo com os modelos da épica arcaica, sobretudo a Ilíada e a Odisséia. A pesquisa também pretende explorar de que maneira esse estilo poético influenciou a composição épica na literatura grega do período imperial, em poetas como Quinto de Esmirna e Nono de Panópolis.

Início: 01/01/2015


Situação:
Em andamento

Este Projeto de Pesquisa visa a compilar, traduzir, comentar e analisar textos produzidos em língua latina no período conhecido como Renascimento. Assim, estudaremos os usos que os autores renascentistas faziam dos gêneros literários herdados da Antiguidade, assimilando-os, fundindo-os e adaptando-os. Neste projeto contemplamos não apenas os discursos que aplicam os modelos antigos a novas realidades (construção do ethos do nuntius em debates dogmáticos, a emergência da sátira em prosa, a aplicação do genus deliberatiuum em situações não previstas na Retórica antiga etc.) como também textos que discutem e teorizam essa nova prática. Daremos, assim, primazia a Erasmo de Rotterdam, cujos trabalhos discutem conceitos relacionados ao apte dicere e que, em suas polêmicas tanto contra os “bárbaros” escolásticos quanto contra os “ciceronianos”, redefiniu, na Idade Moderna, noções como uarietas, copia, decorum, imitatio etc. Trataremos ainda de temas como o latim como lingua franca e a relação entre Retórica e Cristianismo, bem como sobre o ofício literário em latim, em um momento histórico que tinha como cenário o já irreversível volgarizzamento. Este Projeto insere-se, portanto, na grande Linha de Pesquisa O Discurso Teórico Greco-Latino, na vertente a que hoje se dá o nome de Recepção dos Clássicos.

Início: 01/01/2015


Situação:
Em andamento
Docente(s):

Visa o projeto a observação, discussão e mapeamento dos conceitos de ars picturae/téchne graphé e ars sculpturae/téchne plastiké nos autores do mundo helênico e latino. Sob a perspectiva da metodologia, o projeto assume duas possibilidades: a) a primeira diz respeito à leitura e à exegese de obras pictóricas e escultóricas da Antiguidade Clássica, tomando por base equipamento conceitual das artes plásticas e pictóricas contemporâneas a fim de que tenhamos clareza dos valores hoje em voga aplicados aos objetos artísticos antigos, como reflexos de uma recepção, operados pela percepção atual da obra; b) a segunda se atém ao modus ou aos modi de como os antigos as observam e de como as associam às outras artes, mormente, àquelas utilizadas para descrevê-las, a saber, a arte poética e a arte retórica. O projeto em questão preocupa-se também em integrar conhecimentos de níveis diversos, desde a Iniciação Científica ao Pós-Doutorado, além de buscar o diálogo interdisciplinar, integrando outras áreas do conhecimento, ligadas ao grande núcleo, Estudos Clássicos, que congrega a Filosofia, a História, a Arqueologia e a Filologia. O Projeto conta com apoios institucionais individualizados, a partir de bolsas de fomento à pesquisa da: FAPESP, CNPq e Capes

Início: 01/01/2016


Linha de pesquisa:
Situação:
Em andamento

Os objetivos gerais são disponibilizar em português para leitores não versados em latim as epístolas de Plínio, o Jovem, com anotação, comentário, introdução e glossário em edição bilíngue. Os objetivos específicos: traduzir em português, anotar e comentar, com estudo introdutório e glossário, 54 epístolas de Plínio, o Jovem que tematizam de modo principal ou secundário as mulheres. Mais precisamente, o objetivo é mostrar com mais detença a importância que o juízo de Plínio sobre as mulheres (positivo na maioria dos casos) tem para questões morais (matéria da pesquisa de 2013-2015) segundo a relação delas, primeiro, com o matrimônio (em particular a lealdade para com o marido) e a maternidade, como talvez seja de esperar, mas também (o que é menos esperado) segundo sua relação com as letras (matéria da pesquisa de 2010-2012). Serão estudadas as seguintes epístolas: Livro I: não há epístolas deste livro. Livro II: não há epístolas deste livro. Livro III: 3 epístolas 2: Helvídio, marido de Anteia, pai de Helvídia. 11: Árria a Jovem, Clódia Fânia e Verulana Gratila. 16: Árria a Velha e Víbia. Livro IV: 7 epístolas 4: irmã de Caio Calvísio. 8: Júlio Frontino. 9: Pompônio Rufo. 10: Sabina. 12: Calpúrnio Fabato. 15: esposa de Asínio Rufo. 17: Corélia Hispula. Livro V: 4 epístolas 1: Pompônia Gala. 5: Caio Fânio. 14: Calpúrnia e Calpúrnia Hispula. 21: mãe de Júlio Avito e as irmãs de Júlio Avito. Livro VI: 6 epístolas 3: ama de Plínio. 6: Sexto Átio Suburano. 7: Calpúrnia (destinatária). 11: Fusco Salinátor. 29: Umídio Quadrato. 31: Galita. Livro VII: 6 epístolas 6: mãe anônima. 14: Corélia. 19: Cecina, Árria a Jovem, Clódia Fânia e a vestal Júnia. 22: Cornélio Minuciano. 23: Calpúrnio Fabato. 24: Umídia Quadratila. Livro VIII: 5 epístolas 2: Calvísio. 5: esposa de Macrino. 12: Cornélio Miniciano. 14: Tício Aristão. 18: Domícia Lucila e a esposa de Domício Tulo. Livro IX: 2 epístolas 4: Macrino. 13: Clódia Fânia, Árria, a Jovem, Anteia e Helvídia, filha de Anteia e Helvídio Prisco. Livro X: 21 epístolas 2: direito aos três filhos. 4: mãe de Romano. 5: Antônia Maximila, Hédia Harméris e Antônia Harméris. 6: Hédia Harméris e Antônia Harméris. 7: Licínio Romano. 11: Ancária Sotéris e Estratonice. 51: Pompeia Celerina. 59: Fúria Prima. 60: Fúria Prima. 65: Avídio Nigrino 66: Avídio Nigrino. 72: Minício Rufo 73: Minício Rufo. 81: esposa de Díon. 82: Díon. 87: Fusco Salinátor. 94: direito aos três filhos para Suetônio. 95: direito aos três filhos para Suetônio. 107: filha de Áquila. 120: Calpúrnia e Calpúrnia Hispula. 121: Calpúrnia..

Início: 01/01/2020


Linha de pesquisa:
Situação:
Em andamento
Docente(s):

O objetivo deste projeto é discutir algumas características distintivas das composições de Eurípides, especialmente por meio de Héracles, Andrômaca, Troianas e Suplicantes. Os principais tópicos a serem abordados são: a tensão entre o passado mítico e referências contemporâneas, no limite, anacronismos explícitos; a caracterização indireta, metonímica, que os antigos denominavam ēthopoiia, por meio dos discursos das personagens, em particular, dos monólogos que abrem os prólogos; a interface da tragédia com outros discursos poéticos; e a representação do divino.

Início: 01/01/2018